quinta-feira, fevereiro 07, 2008

Nota


"Que linda colombina saltitante no salão, foi bom eu vir de arlequim..." Essa marchinha é boa!
http://www.youtube.com/watch?v=SVMAUlAug5Y

Quando o carnaval acaba, nem sei. Dá um monte de coisas. De dez a zero, pode ser qualquer coisa.
Os ossos poderiam não ser tão duros e as articulações, como se mexem! Podemos ir para qualquer lugar, como temos observado..
O ofício, diferente, quem sabe.
Madrugadas inteiras de folia. Quem? Será mesmo legal ficar no camarote comendo de graça e enchendo a cara? Que alegria mais vazia essa de fazer cara de sei lá o quê para sabe-se-lá-quem te ver depois no jornal ou na revista ou no site ou no blog ou no celular? Decadente.
Então a revolução tecnológica dá um ar de derrota, decadência. Pode-se ir e vir na mesma hora para qualquer lugar.
Paciência curta e pavio longo para situações esdrúxulas do mundo atual.
Todo mundo tem pébundabraçobocapeitoouvidoombrosobrancelhacabelo.
Decadência.
Eu não estive lá, eu vi o dia chegar, meu marido escrever, o bebito correr às três, a little torcer, a escola sair, o téo sorrir, o sono vir e ir embora, o ed cozinhar, o monitor, o celular.
Vi a chuva, a capa, o sol tímido, a cidade, o bloco.
Ainda bem, quem sabe agora o ano de repente não começa?
Já tá na hora, os planos são muitos e as surpresas, aguardo, boas.
Acabou. Vamos começar.
Ah, mas eu gosto do monobloco na praia e andanças por toda a cidade.

video

Nenhum comentário: